Baixar Livro As Crônicas do Cáucaso : As Guerras da Chechênia - Paulo Edson em ePub PDF Mobi ou Ler Online

As Crônicas do Cáucaso : as Guerras da Chechênia

Descrição

Em 1991 a república autônoma da Chechênia e outras quinze repúblicas soviéticas declararam sua independência após o colapso da URSS. Contudo, a antiga Constituição apenas oferecia esse direito às chamadas repúblicas da União, como, por exemplo, a Ucrânia. Não era o caso da Chechênia. Tal instrumento legal dava à Rússia a oportunidade de manter a Chechênia sob sua jurisdição. A primeira metade da década de 90 assistiu a uma série de manobras legais e tentativas frustradas da república caucasiana para desligar-se da Federação Russa. O desinteresse da Rússia pela separação e a falta de habilidade política e administrativa de líderes chechenos trariam consequências trágicas aos civis.Pouco depois de declarar unilateralmente sua independência, a Chechênia mergulhou em uma guerra civil, agravada pelo envolvimento do Exército russo no final de 1994. Nos violentos confrontos, a capital Grozny foi reduzida a escombros por bombardeios pesados e milhares de civis foram dizimados. Em 1996, arrasada, a Chechênia conquistou sua independência de facto. Os três anos seguintes foram turbulentos e caóticos. Os confrontos entre russos e chechenos foram retomados após guerrilheiros e extremistas islâmicos realizarem ataques a vilarejos no Daguestão, república vizinha e subordinada à Federação Russa. Na segunda investida russa, ordenada por Putin, o governo russo classificou as manobras militares no Cáucaso de \"operação antiterrorista\". As consequências foram ainda mais sangrentas para os civis. Os protagonistas dos conflitos no Cáucaso pertencem a dois grupos. O primeiro, é constituído por autoridades russas, chechenas, o Exército, milicianos e guerrilheiros. O segundo - o mais afetado, o mais vulnerável e mais desprotegido - é formado por cidadãos comuns russos, entre os quais estão também os chechenos.